Como reabilitar Coimbra preservando o património?





Realiza-se, entre os dias 18 e 20 de Outubro, o Ciclo de Encontros “Património & Reabilitação Urbana”, uma iniciativa organizada pelo Museu da Ciência da Universidade de Coimbra (UC), o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, o Centro de Estudos Sociais da UC e o Departamento de Arquitectura da UC. O objectivo deste Ciclo de Encontros é sistematizar e confrontar o conhecimento já existente sobre a melhoria dos processos de restauro urbano e arquitectónico e discutir as metodologias de abordagem, tanto em projecto como nas práticas da indústria da construção, além da divulgação e sensibilização para a salvaguarda do património.
Este Ciclo procura, assim, promover a discussão sobre o tema “Património versus Reabilitação Urbana”, tendo como referência o estudo de caso da cidade de Coimbra, com um formato inspirado na iniciativa “Homem, Cidade e Ciência”, do Museu da Ciência da UC, em que "Homem” representa a cidadania, a “Cidade” o poder político, e a “Ciência” o conhecimento. Pretende-se, desta forma, estabelecer sinergias entre entidades/instituições, empresas, particulares e todos aqueles que directas ou indirectamente se encontram envolvidos na salvaguarda do património arquitectónico e urbano.
Pensar a reabilitação sem lesar o património
A imagem urbana da Coimbra antiga, tal como a de muitos outros centros históricos, tem vindo a degradar-se acentuadamente nas últimas décadas, devido, entre outras razões, à ausência de manutenção, aos efeitos de atmosferas urbanas cada vez mais poluídas e, ainda, a uma crescente e preocupante perda de conhecimento das técnicas tradicionais de construção e acabamentos, favorecida pela inexistência de uma política de salvaguarda do património construído e da ocupação de solos.
No decorrer do século XX, os sistemas construtivos tradicionais foram substituídos pelos de índole industrial. Contudo, verifica-se frequentemente que estes dois sistemas, tradicional/moderno, são incompatíveis entre si, pelo que um dos fatores responsáveis pela descaracterização da imagem urbana dos centros históricos está directamente relacionado com a utilização acrítica das técnicas e materiais modernos nos edifícios antigos.
Para combater esta tendência, que afecta gravemente a possibilidade de leitura do património, torna-se urgente a criação de instrumentos específicos que possam ajudar a superar essa dicotomia, estabelecendo um diálogo entre as técnicas tradicionais e as possibilidades oferecidas pela evolução tecnológica.
A sessão de abertura do Ciclo de Encontros “Património & Reabilitação Urbana” tem lugar no dia 18 de Outubro, quinta-feira, pelas 9 horas, no Museu da Ciência da UC.

Google+ Followers

+Videos

Loading...